Home / Notícias / Fundação Rede Amazônica e Kenzie Academy ofertam 50 mil vagas para cursos gratuitos

Fundação Rede Amazônica e Kenzie Academy ofertam 50 mil vagas para cursos gratuitos

Moradores da Amazônia Legal terão 50 mil vagas para cursos a distância na região.

A Fundação Rede Amazônica e a Academia Kenzie lançaram um curso gratuito de introdução à programação em evento realizado no centro de Manaus nesta terça-feira (7).

Serão oferecidos 50 mil cursos a distância para residentes legais da Amazônia.

O curso será realizado entre os dias 3 e 6 de janeiro de 2022, das 18h às 21h, e será transmitido online e ao vivo. Segundo Daniel Kriger, CEO da Kenzie Academy, pesquisas mostram que até 2025 faltarão milhares de profissionais no setor de tecnologia.

Portanto, a cooperação com a Rede Amazônica para a implantação do curso representa uma oportunidade de cultivar cada vez mais mercados.

Kriger disse: “Este curso é uma porta de entrada para as pessoas aprenderem mais sobre programação, entender a beleza deste mundo da programação e decidir se querem se aprofundar no campo.”

Alessandro Dias, coordenador de inovação da Fundação Rede Amazônica, afirma que a realização de cursos e outras atividades são atividades normalmente apoiadas pela fundação para a melhoria da população.

“Sabemos que a demanda por profissionais técnicos tem crescido muito, e esse tipo de formação de alta qualidade muitas vezes não consegue atender a nossa população.

Estamos trabalhando juntos para divulgar essa formação para a região amazônica e fazer a transformação digital.”

As vagas são abertas a quem vive na região legal da Amazônia, que abrange Amazônia, Acre, Rondônia, Roraima, Pará, Maranhão, Amapá, Tocantins e Mato Grosso.

Todos os que concluírem o curso de 30 horas receberão um certificado e também receberão apoio da equipe de profissionais da Kenzie Academy para desenvolver o projeto.

A parceria também conta com o apoio de Manaus Digital Hub, Méliuz, Manaus Tech Hub e E3 Negócios.

Manaus carece de profissionais Segundo Murilo Monteiro, presidente do Polo Digital, Manaus carece atualmente de cerca de 120 profissionais no mercado de tecnologia.

Ele disse que o setor é um dos que mais crescem e exige profissionais bem treinados para preencher as vagas disponíveis na cidade.

Para ele, essa cena destaca a importância da realização de cursos.

“Nada é mais importante do que a implantação de uma empresa start-up, que possa nos fornecer os profissionais necessários com urgência para desenvolver, fortalecer e unificar o Centro de Inovação da Amazônia”, afirmou.

A partir desta terça-feira, você pode se inscrever nos cursos pelo site amazonia.kenzie.com.br.